A Bateria

A escola de samba é composta de várias alas. Mas todas estão ligadas por uma única pulsação. A bateria. São os ritmistas que sustentam o samba ao longo dos 80 minutos em que a escola desfila. Tudo precisa estar bem preparado, afinado e na cadência.

Nos festivais de samba enredo são escolhidos os temas e as músicas que, posteriormente, serão os hinos das agremiações na avenida. Após a escolha, os sambas são gravados para o CD oficial do grupo especial do carnaval.

Quem imagina chegar num estúdio e encontrar toda a bateria da escola tocando está completamente enganado. Todo o som que é ouvido no CD ou nas rádios é produzido por um pequeno grupo de aproximadamente 7 pessoas. São os mestres de bateria os responsáveis por tocar instrumento por instrumento para a gravação. Nos primeiros dias de gravação, somente os intérpretes comparecem ao estúdio para gravar a chamada “voz guia”. A partir daí são gravados todos os demais instrumentos. Após tudo gravado, o intérprete retorna ao estúdio para regravar a voz que será usada para finalizar o CD.

Glauco Minossi, técnico de gravação do Estúdio Tec Áudio, diz que para 2009 o trabalho começou cedo, diferente de anos anteriores.

– A gravação começou em setembro e deverá ser finalizada em novembro. A organização facilita o trabalho e evita sessões de até 15 horas no estúdio, como aconteceu outras vezes – afirma.

Uma das pessoas que trabalha no processo de gravação é o Diretor de Bateria da Escola de Samba Imperatriz Dona Leopoldina, Estevão Pereira, o mestre Estevão. Ele é um dos responsáveis pela produção e gravação do CD do carnaval de 2009. Mestre Estevão conta que na bateria da Imperatriz há 160 integrantes que começaram ensaiar em abril de 2008.

– Criamos um projeto após o carnaval desse ano e por isso a bateria largou na frente da escola nos preparativos. Agora já juntamos a harmonia para realizamos as festas das quartas-feiras em laranja e preto da Imperatriz – comemora.

Quem não é músico fica completamente desorientado ao entrar no estúdio durante uma sessão de gravação. Os músicos tocam, conversam, debatem a melhor forma de gravar o som que irá compor o CD. Mas há uma linguagem e gestos especiais que somente os mestres de bateria entendem. Falam em nota acima, cadência de primeira, timbre seco e outros tantos neologismos que no final se transforma no mais puro samba.

O presidente da Associação das Entidades Recreativas Culturais e Carnavalescas de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul, Antônio Ademir Moraes, conhecido como Urso, acompanha as gravações. Ele diz que o cronograma do carnaval 2009 está pronto. Nos dias 7 e 8 de novembro acontece a mostra de samba enredo e as famosas descidas da Borges de Medeiros, onde as escolas apresentam aos portoalegrenses um pouco do que vai acontecer na avenida.

– Nenhuma etapa do cronograma atrasou até o momento – afirma Urso.

As gravações devem ser finalizadas até novembro. Então é aguardar e depois correr até a banca mais próxima e adquirir o CD do carnaval de Porto Alegre, resultado de horas de dedicação, paixão e trabalho das comunidades em nome samba.

Confira mais fotos:

   

 

Fotos e Vídeo: Cíntia Perozza

Nenhuma resposta to “A Bateria”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: